O QUE É?

O objetivo é credenciar os artistas locais, para que eles possam trabalhar em eventos realizados ou apoiados pela Secretaria de Cultura, além de promover uma aproximação entre o poder público e os agentes culturais. Outra meta, que valoriza e fomenta a produção cultural local, é mapear os artistas e instituições artísticas presentes em Mogi das Cruzes.

Uma vez cadastrados, esses artistas poderão ser convocados para projetos rotineiros da Secretaria Municipal de Cultura, bem como ações maiores, como Virada Cultural e o Festival de Inverno Serra do Itapety, por exemplo. Nada impede, contudo, que em eventos de grande porte, chamamentos específicos sejam realizados. Em 2014, um primeiro cadastramento já foi realizado e os artistas que se inscreveram na ocasião precisam agora atualizar e revalidar seus dados.

Podem se cadastrar artistas ou grupos artísticos, como pessoa física ou jurídica, diretamente ou então por intermédio do empresário ou produtor. Empresários e produtores, aliás, também podem se cadastrar, bem como qualquer pessoa física ou jurídica que tenha experiência profissional em áreas relacionadas à cultura, tais como oficineiros, produtores de eventos, técnicos de gravação, técnicos de som, iluminotécnicos, monitores, curadores de exposição, jurados, etc.

Uma vez no cadastro, todos os inscritos passarão por uma avaliação e terão uma posição específica dentro da listagem. Esta avaliação vai levar em conta critérios como originalidade, experiência comprovada, clareza, relevância, localidade e material enviado. O chamamento posterior desses artistas vai obedecer à classificação apontada pelo cadastro.

Edital nº 009/2018: Edital de chamamento público para cadastro de artistas e profissionais de arte e cultura (.pdf)

Acessar